sexta-feira, 10 de março de 2017

União de forças de Imperatriz busca apoio em Brasília para reverter fechamentos de agências


Em agenda na capital federal, nos dias 08 e 09 de março, o deputado estadual Professor Marco Aurélio (PCdoB) integrou ampla comitiva formada por representantes da Assembleia Legislativa do Maranhão, Câmara Municipal de Imperatriz, Associação Comercial e Industrial de Imperatriz, OAB, Sindicato dos Bancários, Prefeitura de Imperatriz, além do ex-prefeito Sebastião Madeira. O objetivo da agenda foi buscar reverter o fechamento das agencias do Banco do Brasil, da Praça da Cultura, do Banco do Nordeste da Avenida Bernardo Sayão e da Seccional da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN).
Reunião com a Bancada Federal

A comitiva foi criada na audiência pública realizada na Câmara Municipal de Imperatriz no mês de fevereiro para discutir o fechamento das instituições. Na ocasião, o deputado Marco Aurélio propôs um encaminhamento para a criação de uma ampla comissão com as forças representativas políticas e da sociedade civil com o objetivo de reivindicar, em parceria com a bancada federal maranhense a manutenção das agências e da seccional da PGFN.

Durante a visita, Marco Aurélio destacou as importantes adesões às causas e a necessidade de se manter a união em favor da Região Tocantina. "Há muito tempo não se via uma união tão grande de forças em prol de uma causa de Imperatriz. Ficamos muito felizes com o apoio dos mais diversos setores da sociedade civil, bem como da bancada federal maranhense, em Brasília, que fez questão de articular e nos acompanhar nas agendas, além de apoiar de forma unânime nossas reivindicações" , afirmou o parlamentar.

Em Brasília, a comitiva contou com os apoios dos deputados Federais,  Rubens Jr. (PCdoB) e Jucelino Filho (DEM), este, coordenador da bancada maranhense. Na chegada, todos reuniram com o senador Edison Lobão (PMDB) para pedir apoio à causa. Em seguida, a comitiva reuniu com a bancada federal maranhense. "Essa reunião com a bancada maranhense foi muito importante, a partir de agora teremos o apoio de todos os deputados da bancada, que se comprometeram a unir esforços em favor desta causa. Os parlamentares prometeram buscar a solução junto ao governo federal, mesmo que para isso seja preciso enfrentar os interesses do Planalto." ressaltou Marco.

O deputado federal Jucelino Filho destacou a mobilização de tantas figuras representativas em torno de uma causa de extrema importância para a segunda maior cidade do nosso estado, uma região que vem se desenvolvendo muito com uma economia pulsante. "Nós fomos incisivos junto a direção do Banco do Brasil e da PGFN para que seja revisto os posicionamentos tomados pelos órgãos pelo fechamento das agências, iremos agora monitorar e cobrar as providências." lembrou o parlamentar.
Nesta reunião com a bancada federal, também participaram o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos e deputado estadual Léo Cunha(PSC).

Marco Aurélio e toda a comitiva foram recebidos ainda na Presidência do Banco do Brasil, pelo gerente geral, Wagner Aparecido Mardegan e o gerente executivo da instituição. Na ocasião foi apresentada  toda a problemática do fechamento da Agência da Praça da Cultura e foi feita a cobrança para a reabertura. Os gerentes se comprometeram a realizar um estudo específico sobre o caso e darão uma posição se é possível retomar ou redimensionar a agência para outra região da cidade para que não haja uma perda maior.


O sindicato dos bancários, que esteve representado pelo presidente estadual, Eloy Natan e pelos diretores regionais Pietro Marino e Cássio Valdenor defendeu que o Banco do Brasil já não cumpre a lei das filas em Imperatriz e sem a agência da praça da cultura, agravará ainda mais a situação.
Além dos integrantes da comitiva de Imperatriz, acompanharam esta audiência os deputados federais Juscelino Filho e Hildo Rocha.

No Ministério da Fazenda, a comitiva, que foi acrescida com a presença do ex-prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, foi recebida por Iêda Aparecida, diretora do departamento de gestão corporativa e Bruno Travassos, chefe de gabinete da assessoria parlamentar do Ministério. Segundo a PGFN, o fechamento da seccional de Imperatriz se dá por questões orçamentárias, resultantes da grave crise econômica e os cortes de orçamento do órgão, além disto, outras 5 agências foram fechadas em todo o país. Mesmo sem saírem com uma posição positiva da audiência, o pleito será reforçado pela bancada federal maranhense, o que foi garantido pelos deputados federais presentes na reunião, Juscelino Filho, Zé Reinaldo Tavares e Hildo Rocha.

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Imperatriz ressaltou a importância da viagem, afirmando que "apenas através do associativismo e da comunhão de esforços será possível dar uma respostar aos diversos problemas pelos quais passa a cidade. Entendemos que unindo forças entre a iniciativa privada e os poderes constituídos poderemos somar e ter encaminhamentos maiores e melhores para nossa cidade." Afirmou Hélio Araújo.

"Obtivemos certa resistência com relação a manutenção da seccional da PGFN em Imperatriz, mas contaremos com o apoio dos deputados e senadores da bancada maranhense em Brasília para que a causa não seja esquecida. Estamos otimistas com a união de todas estas entidades e personalidades políticas em torno do bem de Imperatriz e nossa região Tocantina. Não descansaremos diante da tentativa de retirada dos direitos de nosso povo." Avaliou o deputado Prof Marco Aurélio, sobre a agenda em Brasília.

Os encaminhamentos seguirão com a integração dos membros da comitiva e representantes de setores que estão dispostos a ajudarem na causa.

Também estiveram presentes nas agendas, o vice-presidente da ACII, Guilherme Maia, os diretores da ACII, Atenagoras Reis e Iovaldo Lopes de Sousa, além dos vereadores por Imperatriz, Carlos Hermes (PCdoB) e Fábio Hernandez(PSC).

Nenhum comentário:

Postar um comentário