sexta-feira, 5 de março de 2021

Maranhão registra 852 novos casos e 35 mortes por Covid-19 na última quinta-feira (4)

 

Nas últimas 24 horas, o Maranhão registrou 852 novos casos e 35 mortes por Covid-19. Os dados são do boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), na noite desta quinta-feira (4).

A última vez que o estado contabilizou um número de diário de mortes semelhante ao desta quinta-feira, foi em julho do ano passado. Dos registros, oito foram nas últimas 24 horas e os demais em dias ou semanas anteriores.

Desde o início da pandemia, o Maranhão já teve 221.884 casos confirmados e 5.162 mortes pelo novo coronavírus. Das novas infecções, 118 foram na Grande Ilha (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa), 121 em Imperatriz e 613 nos demais municípios do estado.

Os casos ativos, ou seja, pessoas que estão atualmente em tratamento contra a Covid-19, chegou a 10.402. Desses, 9.247 estão em isolamento social, 715 internados em enfermarias e 440 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Até o momento, 206.320 pacientes já se recuperaram da Covid-19.

Detalhes das mortes
Foram registradas 35 novas mortes provocadas pela Covid-19 nas cidades de: Arari (1), Bacabal (1), Bela Vista do Maranhão (1), Itinga do Maranhão (1), Igarapé Grande (1), Santo Antônio dos Lopes (1), São José de Ribamar (1), São José dos Basílios (1), Rosário (1), Tutóia (1), Vitória do Mearim (1), Balsas (2), Buriticupu (2), Timon (2), Imperatriz (5), Santa Luzia (5) e São Luís (8).

Quanto aos profissionais da saúde, 4.357 já foram infectados pela Covid-19, 4.216 se recuperaram da doença e 75 morreram.

Ao todo, a Secretaria de Saúde diz que já realizou 543.715 testes (rede privada + pública) para a Covid-19, sendo que 420.822 casos suspeitos foram descartados.

 

 

 

g1/ma

SEAGRI DE AÇAILÂNDIA PARTICIPA DA II EXPEDIÇÃO DE ACOMPANHAMENTO DE SAFRA

 











SAGRIMA está realizando uma expedição no sul do estado para avaliar a safra de grãos do Maranhão.
Açailândia recebeu na noite do último sábado (27/02), a comitiva da II Expedição de Acompanhamento de Safra 20/21 no Estado. O evento foi realizado no Tattersal do SINPRA, pela Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca ¬– SAGRIMA em parceria com a AGED, GIZ, INPEV, SEBRAE, FAEMA, APROSOJA, MAPA, IDS, Cooperação Alemã e GIZ.

A comitiva, formada por esses órgãos, está realizando um acompanhamento sistemático das principais culturas do Estado, milho e soja, nas regiões produtoras. Com a presença do secretário estadual da Agricultura, Pecuária e Pesca, Sérgio Delmiro, e toda sua equipe, o evento contou também com a participação do vice-prefeito Joaquim Ramos, acompanhado do secretário municipal de Agricultura e Pesca de Açailândia, Antônio Filho.

A expedição tem por objetivo, o monitoramento de safra, identificar tendências de mercado, avaliar investimentos, prospectar mercado e buscar a integração dos órgãos, o que irá fomentar a agricultura do estado para verificar o desempenho das lavouras e explanar sobre os dados coletados na II Expedição de Acompanhamento de Safra no Estado. Gestores da pasta visitaram 26 municípios, com o objetivo de conhecer a nova realidade do campo, demandas dos produtores e as inovações que estão sendo aplicadas.

Durante a expedição foram realizadas reuniões técnicas com os produtores para tratar sobre o acompanhamento a ser realizado, desde as regiões de plantio (grãos de milho e soja) até as áreas de colheita, no sul do Estado.

 

 


ASCOM /ISISNALDO LOPES 

quinta-feira, 4 de março de 2021

Sebrae aposta em inovação para ajudar pequenos negócios a superarem a crise

 

Elevar a produtividade das empresas, com a promoção de melhorias rápidas, de alto impacto e baixo custo é o objetivo do programa Brasil Mais, parceria da instituição com o Governo Federal que começa a ser executado neste mês no Maranhão.

 

 


No lançamento virtual do Brasil empresários de diferentes setores das duas regiões se mostraram interessados pelas propostas do programa


Para o diretor técnico do Sebrae Maranhão, Mauro Borralho, o programa visa contribuir, principalmente em um cenário de pandemia, para a elevação da produtividade e caminhos de lucratividade.

 


 

 

Durante quatro meses, 66 empresas de Imperatriz e Açailândia vão receber consultorias especializadas para apoiá-las no enfrentamento de um contexto pandêmico, auxiliando no seu crescimento. A ideia é aumentar a competitividade e produtividade dos empreendimentos com foco na inovação e lucratividade dos pequenos negócios, já a partir deste mês de março.  

 

“Estes é o Brasil Mais, um programa executado pelo Sebrae por meio da parceria com o Governo Federal, que contará com o acompanhamento de Agentes Locais de Inovação (ALI). Serão vários ciclos de quatro meses e com empresas diferentes em cada um, até completarmos o biênio 2021-2022. Durante esse percurso, o empresário será conduzido por uma jornada em busca da inovação, do maior faturamento e da redução de custos”, aponta a coordenadora estadual do Sebrae para o Brasil Mais, Luciana Barreto. 

 

O diretor técnico do Sebrae Maranhão, Mauro Borralho, ressalta que o programa vai contribuir para a elevação da produtividade, abrindo caminhos para empreendimentos mais lucrativos, o que será um alento no cenário de pandemia que ainda vivemos.

 

“As ferramentas do Brasil Mais propõem o aumento da produtividade e competitividade de empresas a curto prazo, possibilitando que, cada vez mais, tenham condições de se manterem no mercado. Não tenho dúvidas que será uma parceria de grande valia para todos os participantes das regiões Tocantina e Pré-Amazônia maranhense, principalmente porque a crise advinda com o coronavírus nos mostrou que os recursos tecnológicos, a inovação e a criatividade são salutares nessas circunstâncias, sendo decisivos para a sustentabilidade empresarial”, avaliou o executivo.

 

O empresário do setor de prestação de serviços em informática da cidade de Açailândia, Aldrin Carvalho, é um dos participantes deste primeiro ciclo de atividades e destaca a importância da iniciativa para a sua empresa. “Fiz a inscrição interessado na proposta inicial, porque pretendo melhorar a minha empresa. Quando se busca aprender é sempre bom e essa parceria com o Sebrae possibilita termos orientações, aprendizagem e mudanças significativas e positivas nos nossos empreendimentos”, complementou Carvalho.

 

Meta estadual

No Maranhão, até o final de 2022, o Sebrae tem o desafio de atender 1.540 micro e pequenas empresas dos setores de comércio, serviço e indústria, via Brasil Mais. O Sebrae, em sua expertise, atuará com 14 Agente Locais de Inovação distribuídos em oito de suas 12 regionais no estado. Os ALIs farão o diagnóstico empresarial além de seis encontros individuais e cinco coletivos com as empresas participantes de cada ciclo.

 

O Brasil Mais foi idealizado pelo Governo Federal por iniciativa da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia e, além do Sebrae, conta com a parceria do Senai e Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

 

Para mais informações sobre o programa, acesse no Portal do Sebrae (sebrae.com.br/brasilmais) e no site do Governo Federal (brasilmais.economia.gov.br).

Polícia Federal investiga fraudes em licitações com recursos para a Covid-19 em Imperatriz

 

Uma operação da Polícia Federal feita na manhã da última quarta-feira (3) apura supostas fraudes em licitações feitas em 2020 pela Secretaria Municipal de Saúde de Imperatriz (Semu) com a utilização de recursos públicos federais destinados ao combate do novo Coronavírus.

Segundo a PF, as investigações tiveram início após o Ministério Público do Maranhão e Ministério Público Federal monitorarem licitações e contratações públicas, com base em parecer técnico, apontando irregularidades no processo de seleção de empresas para prestação de serviço.

No curso das investigações, a Polícia Federal identificou diversos indícios de fraude em processo de dispensa de licitação, que resultou com a contratação de empresa de fachada, integrada por sócios “laranjas”. O contrato tinha por objeto o fornecimento de refeições para atender demanda do Centro Municipal de Tratamento do Covid-19.

Na operação desta terça, estão sendo mobilizados 25 policiais federais para o cumprimento de sete mandados de busca e apreensão no município de Imperatriz. Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Federal Cível e Criminal da SSJ de Imperatriz.

Durante a operação a PF busca colher novos elementos de prova, que permitam a identificar a função exercida por cada um dos envolvido na fraude.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, os investigados poderão responder pelos crimes de associação criminosa, fraude à licitação, corrupção ativa e corrupção passiva, dentre outras infrações penais.

A operação recebeu o nome de “Recôndito” em referência à utilização de empresa “de fachada”, operada por empresários ocultos, com o único objetivo de participar de processos de contração com o poder público.

A PF informa que para a execução do trabalho nesta data foram adotadas todas as medidas de prevenção ao contágio do Covid-19, visando a preservação da saúde dos servidores e cidadãos envolvidos.

 

 

 

 

 

g1/ma

IMPERATRIZ - Ministério Público e Defensoria Pública recomendam suspensão de atividades não essenciais

 

CovidO Ministério Público do Maranhão (MPMA), o Ministério Público Federal (MPF), o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Defensoria Pública Estadual (DPE) emitiram Recomendação nesta terça-feira, 2, ao prefeito de Imperatriz, Assis Ramos, para que edite, no prazo de 72 horas, decreto para suspender, inicialmente por 14 dias, todas as atividades não essenciais na cidade.

O documento foi direcionado também aos titulares das secretarias municipais de Saúde, Governo e à Vigilância Sanitária. O objetivo é conter a disseminação do coronavírus e evitar o aumento de casos de internação hospitalar.

A Recomendação é assinada pelo promotor de justiça Thiago de Oliveira Costa Pires; pelos procuradores da República Cecília Vieira Leitão e Paulo Henrique Cardozo; pelo procurador-chefe do MPT no Maranhão, Maurel Mamede Selares, pela procuradora do Trabalho, Renata Soraya Océa; e pelo defensor público estadual, Arthur Moura Costa.

As autoridades indicam ao Município de Imperatriz que, após os 14 dias, reavalie o cenário e verifique a necessidade de renovar a medida até que seja demonstrada queda significativa dos números de novas contaminações, internações e óbitos por Covid-19.

Também foi recomendado que sejam realizadas fiscalizações, em conjunto com a Polícia Civil, Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, para o cumprimento das medidas.

 AUMENTO DOS CASOS

Na Recomendação, as instituições destacam que já foram contabilizados 10.631 casos de Covid em Imperatriz e 448 óbitos. Em janeiro deste ano, foram 11 mortes e, em fevereiro, foram registrados 40 óbitos.

Segundo o boletim epidemiológico do Estado do Maranhão, Imperatriz apresentou 602 novos casos de coronavírus em janeiro e 1337 em fevereiro.

Além disso, o boletim epidemiológico atesta a ocupação de 100% de leitos de UTI e de 100% de ocupação de leitos clínicos no Hospital Macrorregional Dra. Ruth Noleto e no Hospital Regional Materno Infantil de Imperatriz. Restam apenas cinco leitos de UTI na UPA São José.

Redação: (CCOM-MPMA)

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Marco Aurélio destaca implementação do hospital de campanha estadual em Imperatriz

 

Deputado Marco Aurélio destacou as ações do governo. Foto: Assessoria


Durante sessão plenária na Assembleia Legislativa do Maranhão (ALEMA) na manhã desta quarta-feira (24), o deputado estadual Marco Aurélio, destacou a implementação do hospital de campanha contra a Covid-19 em Imperatriz, pelo Governo do Estado. O parlamentar agradeceu ao Governo pela ação e reiterou a luta do governador Flávio Dino no combate e prevenção da doença.


“O governo se preocupou em montar uma rede para combater um inimigo invisível. Foram criados e ampliados leitos, UTI e enfermaria e até amanhã (25), mais leitos de UTIs serão criados no Hospital Macrorregional. O Hospital Materno Infantil ampliou seus serviços e criou leitos de UTI e enfermaria exclusivamente para pacientes com Covid e agora terá o Hospital de Campanha de Imperatriz, que está sendo montado no Centro de Convenções. Essa rede possibilita lutar e salvar a vida de muitas e muitas pessoas”, falou Marco Aurélio.


O parlamentar comentou ainda sobre os inúmeros esforços da Secretaria de Saúde do Estado neste momento em que os números dos casos da doença aumentam na cidade.


“Pensamos que o pior havia passado, mas infelizmente uma nova onda, uma quantidade muito grande de pessoas doentes e até casos de reinfecção trouxe um momento muito preocupante. Nesse momento onde até na rede privada já há uma dificuldade para encontrar leitos, os equipamentos de saúde lotados, o governo Flávio Dino como sempre se preocupou e abre mais uma porta para Imperatriz e Região Tocantina. Na última semana, em Imperatriz, pude acompanhar o núcleo da Secretaria de Saúde do Estado que esteve na cidade vistoriando o Centro de Convenções para a implementação do Hospital de Campanha. Foi uma união de esforços com parceria entre público e privado. Serão dezenas de leitos clínicos para internação, além de ambulatório, exclusivo para Covid-19. A prioridade é a vida”, argumentou o deputado.


Marco Aurélio encerrou sua fala reiterando os parabéns aos profissionais da linha de frente no combate ao Coronavírus. Parabenizou os esforços do Governador Flávio Dino, do Secretário estadual de saúde, Carlos Lula e sua equipe, do Secretário de indústria e comércio, Simplício Araújo, além dos parceiros que se somaram, como a Associação comercial e industrial de Imperatriz e a empresa Suzano.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Servidores da Superintendência Tributária de Açailândia participam de curso de formação e qualificação profissional

 


A prefeitura de Açailândia, através da Superintendência Municipal da Receita Tributária, realizou nos dias 22 e 23 de fevereiro, o Curso de Arrecadação Tributária no plenário da Câmara Municipal. A capacitação teve como público alvo servidores do setor de Tributação Fiscal e Arrecadação.

O treinamento teve como objetivo capacitar os gestores e agentes fiscais do município na realização de fiscalizações voltadas para detectar as ações irregulares dos contribuintes/administrado, sonegação fiscal, bem como qualificar os servidores nas dificuldades cotidianas da fiscalização tributária e administrativa no município.

Objetiva ainda, proporcionar mais conhecimentos e segurança ao profissional da fiscalização de tributos, ampliando suas habilidades, prestação de serviço qualificado e retorno para o município. Vai atualizar não só na área tributária e fiscal, mas, habilidades criativas capazes de incrementar a receita local. Por outro lado, oportuniza aos servidores uma forma moderna de pensar a gestão tributária, além de permitir o alcance e aprimoramento de toda a equipe uma nova visão sobre aspectos legais e fiscais dos contribuintes. 


O advogado Tributarista Carlos Antônio de Sousa Coelho, (Belo Horizonte - MG), presidente do CIAP-Centro Interamericano de Administração Pública, ministrante da formação, falou da importância da qualificação. “Este curso visa resgatar procedimentos que a receita municipal pode adotar para cobrar a quem tem o dever de pagar, contribuinte que infelizmente não está pagando. A maioria destes casos são contribuintes domiciliados em outros municípios. A partir do momento que se adota todos estes procedimentos dentro da transparência, reforça também a lisura da administração pública dentro das receitas públicas municipais. Portanto, este curso é de grande valia para os servidores do município”, destacou Carlos Antônio.  

“Este curso proporcionado aos fiscais tributários do município, vai qualificar os servidores e consequentemente desenvolver suas funções no dia-a-dia com melhor prestação de serviço à população, resultando na melhoria da arrecadação municipal que com certeza será revertida em melhores serviços para os cidadãos”, finalizou José Francisco  Melo.

ASCOM-PMA

IBGE abre inscrições para concurso com mais de 5.800 mil vagas

 

Os valores para fazer a prova são de R$ 39,49 para ACS e ACM. Já para concorrer para as vagas de recenseador é cobrado uma taxa de R$25,77.


As inscrições para o concurso do Instituto Brasileiro de geografia e Estatística (IBGE), iniciaram na última terça-feira (23). No Maranhão são oferecidas 5.133 vagas para os cargos de recenseador, 445 vagas para Agente Censitário Supervisor e 246 para Agente Censitário Municipal. As inscrições vão até o dia 19 de março pela internet.

Os candidatos que conseguirem a vaga tem empregos temporários de três meses inicialmente, com remuneração e produtividade.

Para concorrer a vaga de recenseador é preciso ter ensino fundamental completo e para as vagas de Agente Censitário Supervisor (ACS) e Agente Censitário Municipal (ACM )é preciso ensino médio completo.

Os valores para fazer a prova são de R$ 39,49 para ACS e ACM. Já para concorrer para as vagas de recenseador é cobrado uma taxa de R$25,77.

O que faz cada cargo e quanto vai ganhar?

A função do recenseador é fazer visita a domicílios e a aplicação do questionário do Censo aos moradores, a remuneração é feita pela produtividade, de acordo com a quantidade de residências visitadas e pessoas recenseadas, considerando ainda a taxa de remuneração de cada setor censitário, o tipo de questionário preenchido (básico ou amostra) e o registro no controle da coleta de dados.

Os agentes censitários supervisor e municipal fazem o trabalho de supervisionar o serviço dos recenseadores. Para o cargo de ACM o salário é de R$ 2.100, para ACS é R$ 1.700.

O Censo

A cada 10 anos o censo é realizado, mas por conta da pandemia causada pela Covid-19, o concurso foi adiado para este ano. Mais de 70 milhões de endereços vão ser visitados para recolherem informações como a característica da casa, identificação étnico-racial, nupcialidade, núcleo familiar, fecundidade, religião ou culto, deficiência, migração interna ou internacional, educação, deslocamento para estudo, trabalho e rendimento, deslocamento para trabalho, mortalidade e autismo.

Prefeito Aluisio vai a São Luís, em busca de melhorias para o município de Açailândia

 


O vice-governador, Carlos Brandão, recebeu prefeitos de todos os municípios maranhenses para anunciar convênios do governo do Estado com as prefeituras. 

Na oportunidade, o prefeito Aluísio apresentou as demandas de Açailândia priorizando investimentos na saúde e infraestrutura. Aluísio cobrou o funcionamento total da Policlínica com todas as especialidades e outras melhorias na saúde e a retomada da pavimentação de ruas e avenidas na continuação da mobilidade urbana.


O prefeito foi enfático ao falar das dificuldades e desafios da gestão para atender todas as demandas do município em meio a pandemia e o período chuvoso, mas que, mesmo diante das adversidades, não tem medido esforços para dar continuidade ao trabalho.

Da Assessoria




quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021

POLÍCIA CIVIL DE AÇAILÂNDIA ENCONTRA CORPO DE HOMEM QUE ESTAVA DESAPARECIDO HÁ 24 DIAS.

 

“O corpo da vítima estava enterrado em uma cova no quintal da residência de um amigo, localizada no Assentamento Nova Conquista, zona rural do município de Açailândia/MA”.

A Polícia Civil do Maranhão, por intermédio do 1º DP de Açailândia, que tem no comando o Dr. Saniel Delegado titular, pertencente a 9ª Delegacia Regional, descobriu na manhã da última segunda - feira, 22/02/2021, a localização do corpo do nacional Valmir Batista dos Santos, o qual estava desaparecido há 24 dias. O corpo de Valmir Batista dos Santos, foi localizado em uma cova no quintal da residência do seu amigo P.S.C, vulgo “PAULINHO”, situado no Assentamento Nova Conquista (zona rural do município de Açailândia).

As investigações iniciaram após os familiares comunicarem o desaparecimento da vítima. Com base nas investigações, descobriu-se que, no dia 29/01/2021, a vítima foi vista pela última vez na companhia do seu amigo P.S.C, vulgo “PAULINHO”. Durante as diligências, a Polícia Civil tomou conhecimento que a motocicleta da vítima encontrava-se enterrada no quintal da residência do seu amigo P.S.C, vulgo “PAULINHO”.

A Polícia Civil empreendeu diligências no Assentamento Nova Conquista, a fim de verificar a localização da motocicleta da vítima. Durante as buscas constatou-se que além da motocicleta enterrada no quintal, o investigado ocultou o cadáver da vítima no mesmo local.

A Polícia Civil apura as circunstâncias, motivo e causa do homicídio da vítima, bem como empreende diligências para localizar e prender o suspeito, vez que durante as investigações no local do fato, o nacional P.S.C, vulgo “PAULINHO”, fugiu do distrito da culpa.

Com Informações da PC/MA

 

 

 

ITINGA DO MARANHÃO - Ex-prefeita é acionada por improbidade administrativa

 

Logo MPMA branca copyO Ministério Público do Maranhão, por meio da Promotoria de Justiça de Itinga do Maranhão, ingressou, nesta segunda-feira, 22, com uma Ação Civil Pública (ACP) por ato de improbidade administrativa contra Luzivete Botelho da Silva, ex-prefeita do município.

De acordo com a ACP, a ex-gestora deixou de recolher ao INSS as contribuições previdenciárias descontadas do contracheque de Eliene da Silva Costa. A servidora foi contratada para prestar serviços na prefeitura no período de 2011 a 2016.

Questionada, Luzivete Botelho negou a retenção de valores previdenciários descontados, mas não apresentou nenhum documento que comprovasse o repasse à previdência social. Já a atual gestão municipal verificou que sempre houve o desconto das contribuições, mas não há nenhuma prova de que os valores foram direcionados ao INSS.

Na Ação, o promotor de justiça Tiago Quintanilha Nogueira ressalta que a situação pode trazer uma série de prejuízos à trabalhadora, como dificuldades para obter auxílio doença, auxílio maternidade, seguro desemprego e até a aposentadoria.

Se condenada por improbidade administrativa, Luzivete Botelho da Silva estará sujeita a penalidades como ressarcimento integral do dano, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos, pagamento de multa de até cem vezes o valor da remuneração recebida no cargo de prefeita e proibição de contratar ou receber benefícios do Poder Público, ainda que por intermédio de empresa da qual seja sócia majoritária, pelo prazo de três anos.

Redação: Rodrigo Freitas (CCOM-MPMA)