Adsense elton

segunda-feira, 1 de abril de 2019

Maranhão participa do 17º Fórum de Governadores da Amazônia Legal no Amapá

Governadores da Amazônia Legal durante o fórum (Foto: Divulgação)
Demandas dos estados que compõem a Região Amazônica na comunicação, segurança e meio ambiente nortearam os debates do 17º Fórum de Governadores da Amazônia Legal. O evento, promovido de 27 a 29 de março, no Amapá, reuniu chefes de governo do Maranhão, Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Tocantins, Roraima, Pará e Rondônia para discutir assuntos de interesse comum à região. O vice-governador Carlos Brandão participou do evento, representando o governador Flávio Dino.
Durante os três dias de evento, os chefes de estados debateram as oportunidades, desafios, necessidades e prioridades de cooperação e de intercâmbio para o desenvolvimento de baixas emissões; parcerias com os povos indígenas de comunidades locais, com relatório do Encontro Indígena do Acre, ocorrido em 2018; regulamentação do Consórcio; e formas de atuação conjunta.
Os debates do evento se consolidaram em torno de câmaras técnicas com os temas Comunicação Pública, Consórcio Interestadual, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e Segurança Pública. Foram criadas câmaras técnicas para discussão dos temas-foco do evento, sendo prioridade a regulamentação do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal.
Com a criação das câmaras e do Consórcio os debates serão mais ampliados, avaliou o vice-governador Carlos Brandão. “O consórcio vai possibilitar o intercâmbio entres os estados envolvidos no processo. Sobretudo, é importante que tenhamos pautas comuns e considero umas das prioridades a questão ambiental, que impacta diretamente na Região Amazônica. Assim também a segurança, a comunicação e outros. Juntos, os estados têm maiores possibilidades de atendimento às demandas”, reforçou.
Brandão destacou o abrangente significado do consórcio para a promoção de ações conjuntas como a compra compartilhada e a utilização de experiências que deram certo nos demais estados. “Isso fortalece politicamente para a tomada de decisões, pois juntos somos mais fortes”, enfatizou. Os debates do fórum vão resultar na Carta de Macapá, documento contendo reivindicações que entre outros itens constará a construção de um portal único, munido de informações dos estados e a formulação de estratégias para intercâmbio entre as regiões.
Vice-governador Carlos Brandão representou Flávio Dino no evento (Foto: Divulgação)
O compromisso é o de construir mecanismos e instrumentos para a integração da comunicação pública na Região Amazônica, observou o diretor da Rádio Timbira, Robson Paz, que esteve no fórum representando o secretário de Estado de Comunicação e Articulação Política (Secap), Rodrigo Lago. Paz reforça que este é o encaminhamento da Câmara Setorial de Comunicação, que constará da carta dos governadores.
“O fórum vem formatar esse processo e a partir de uma estratégia comum entre os estados membros do consórcio que ora se implanta em defesa do desenvolvimento da região, de nossos valores e nossas riquezas, poderemos vislumbrar uma comunicação pública para comunicar ao Brasil e ao mundo nossa união”, enfatizou Robson Paz.
Presente ao evento da comitiva maranhense estava ainda o secretário de Estado de Segurança Pública (SSP-MA), Jeferson Portela, e equipe técnica; além da participação de representantes de outros três países sul-americanos (Peru, Bolívia e Colômbia), devido pautas comuns em áreas como Meio Ambiente e Segurança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário